sábado, 12 de março de 2011

Meu céu

O meu céu ‘tá cheio de pássaros e o meu túmulo ‘tá cheio de flores.  Meu coração ‘tá cheio de mágoas, mas eu já nem me importo, eu já não ligo. Eu me drogo, eu me inebrio no breu do meu ser, uso minhas drogas mais pesada: minha euforia, minha depressão. E eu grito e eu choro e eu morro e eu me calo. Todos sabem: eu não sou normal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário